Como desenvolver um bom e-mail marketing?

O e-mail marketing não deve ser uma ferramenta secundária em uma estratégia de marketing digital. Apesar de atualmente aplicativos de mensagem fazerem por muitas vezes o papel do e-mail e muita gente achar que essa forma de comunicação está em desuso, a verdade é que há mais de dois bilhões de usuários de e-mail no mundo, especialmente no meio corporativo. Portanto, o e-mail ainda tem muita força e pode ser uma parte importante da estratégia de marketing digital da sua empresa.

Como fazer um e-mail marketing?

Para traçar uma estratégia de e-mail marketing, primeiro é preciso ter um mailing, uma lista de contatos atualizada e, de preferência, com informações completas sobre o contato: nome, sexo, idade, endereço, etc. Um mailing com informações detalhadas é o primeiro passo para trabalhar a personalização do conteúdo. Dica importante: não compre mailing, construa o seu com o consentimento das pessoas 😉

Personalização do conteúdo

Baseado nas informações desses contatos, personalize o conteúdo de acordo com o público. Por exemplo, o e-mail marketing de um hotel pode ter mensagens bem diferentes. Para um público jovem, vender um pacote de férias com os amigos pode acertar mais do que férias com a família, que pode ser direcionada a um público mais velho. Para um mailing empresarial, no entanto, fotos do centro de convenções são mais atrativas para ser uma opção no caso de conferências e treinamentos.

Conteúdo curto e simples

O e-mail marketing deve ter um texto curto e bem direto e de preferência com uma imagem que sintetize toda a mensagem. No caso do hotel, uma família à beira da piscina já passa 90% da informação. O conteúdo tem que ser leve e com carregamento rápido para o usuário não desistir de ler o e-mail.

Respostas

E-mails “no reply” são uma péssima opção quando se busca vender algo ou um relacionamento mais estreito com o cliente. O ideal é que o usuário aperte o “responder” e tenha sua resposta direcionada ao atendimento de forma fácil e rápida.

Métricas

Após disparar uma campanha de e-mail marketing, avalie todas as métricas, entre elas a taxa de abertura, de descadastramento, de respostas e qual público teve mais reação. Se a maior parte das respostas veio de um público mais jovem, que tal fazer uma adaptação para engajar pessoas mais velhas? As respostas também devem ser estudadas para identificar alguma falha. O marketing achou que o preço estava bem visível, mas grande parte das repostas era para perguntar sobre o valor, então a estrutura do e-mail pode ser reavaliada.

Tipos de e-mail marketing

O e-mail marketing pode divulgar diversos tipos de informações:

  • Cursos, eventos, palestras;
  • Newsletter com informações específicas sobre política, economia, cultura, etc;
  • Vendas de produtos ou serviços, bem como anúncios de promoções. Em uma Black Friday, por exemplo, um e-mail marketing já pode antecipar as ofertas que virão para o cliente poder se planejar;
  • Alertas para uma atualização no blog ou de que há vídeo novo no canal da empresa no YouTube;
  • Retomar um carrinho abandonado em um e-commerce. O cliente viu um produto e desistiu da compra. Um e-mail relembrando sobre o produto pode fazê-lo comprar.

Não subestime a importância do e-mail marketing. Se utilizado com estratégia e da forma correta pode ser uma ferramenta eficiente no marketing digital com custo baixo.  

Comentários

Comentários

Rastreou de seu site.

Deixe um comentário

Você deve ser logado para publicar um comentário.