Como superar o medo de falar em público nas suas apresentações?

O que há por trás do medo de falar em público? Antes de conhecer algumas técnicas para falar em público sem medo e com confiança, é importante frisar que qualquer pessoa tem capacidade para falar a um grande número de pessoas. Se esconder atrás de uma suposta timidez para enfrentar esse bloqueio pode trazer limitações para o crescimento profissional e pessoal. Apresentar um novo projeto para a equipe no trabalho, entrar em cena em um teatro, fazer uma palestra com sua história de vida, perguntar na reunião na escola dos filhos, enfim, tudo isso é possível com um pouco de esforço e de consciência sobre nosso próprio corpo.

Origem do medo de falar

O medo de falar em público é uma reação primitiva. Um ambiente com muitas pessoas representa uma ameaça e o corpo começa a gerar alguns estímulos para nos livrar de uma situação de risco. Por isso, o nível de adrenalina aumenta, o que acelera a frequência cardíaca, o ritmo da respiração se intensifica e o sangue se concentra mais nas pernas. São todas reações naturais do corpo para prepará-lo para uma possível fuga ou ataque em uma situação de perigo iminente.

Uma outra explicação é o fato do cérebro não distinguir situações verdadeiras das falsas. O medo do projetor não funcionar, de dar o famoso branco, da plateia não se empolgar com o tema, da negativa do chefe, também são situações que vão estimulando o corpo a reagir contra ameaças que podem ameaçar a nossa sobrevivência.

Confira algumas dicas para afastar esses instintos primitivos e fazer uma apresentação de forma segura e confiante:

Oportunidade em vez de ameaça

Uma manifestação em público pode ser sempre uma oportunidade. Seja para mostrar seu trabalho, suas ideias ou tirar dúvidas e aprender mais. Em vez de pensar que tudo vai dar errado, procure refletir sobre como sua apresentação vai impactar as pessoas, os valores que irá transmitir e que aquele momento abrirá uma oportunidade para elas te conhecerem.

Treino

Chegar à apresentação bem treinado é uma medida fundamental para ter êxito. Repasse as falas várias vezes, falando com o espelho ou com a família, cronometre se o tempo for limitado, confira slide por slide, enfim, quanto maior o treino, maior a segurança no momento da apresentação.

Respiração

Respirar é uma ação involuntária que passa despercebida ao longo do dia. Mas respirar de forma consciente e profunda pode fazer a diferença, sobretudo em momentos de tensão. Adquira o hábito de fazer algumas práticas de respiração pelo menos uma vez ao dia. Há diversos tipos de respiração que podem ser praticadas:

– Respiração pelo diafragma: ajuda a controlar o sistema nervoso. Expanda e contraia o abdômen de forma lenta e profunda, observando a movimentação do diafragma;

– Respiração abdominal deitado: deitado na cama antes de dormir, faça a respiração do diafragma com as mãos sobre a barriga. Inspire profundamente contando até quatro e solte o ar, sempre pelas narinas. Quem preferir pode contrair o abdômen antes de soltar o ar;

– Respiração quadrada e alongada: neste tipo de respiração, todos os movimentos são feitos com a mesma duração. Por exemplo, inspire por três segundos, segure por três segundos e libere o ar em três segundos. À medida que for progredindo, evolua para a respiração alongada, ou seja, aumente o tempo de duração dos movimentos;

– Narinas alternadas: inspire por uma das narinas e expire pela outra, usando o dedo para tampar. Essa técnica auxilia no relaxamento e na concentração.

Antes de iniciar a apresentação, faça uma respiração profunda. Ela vai ajudar a oxigenar o cérebro e aliviar a tensão. Ao longo da fala, procure fazer pequenas pausas e lembre-se de respirar corretamente. Mantendo uma prática diária de respirações conscientes será mais fácil se lembrar delas quando precisar, principalmente quando for falar em público.

Comentários

Comentários

Rastreou de seu site.

Deixe um comentário

Você deve ser logado para publicar um comentário.