Marketing reverso: por que é tão indicado investir nessa estratégia?

O contexto digital de aplicativos, redes sociais e mecanismos de pesquisa, aliado ao desenvolvimento das tecnologias, mudou as regras do jogo do consumo. Se antes as empresas corriam atrás de consumidores, agora são os consumidores que buscam as empresas. Isso se reflete em diversos aspectos, como o das estratégias de marketing – antes invasivas e agora, mais discretas e menos agressivas. Daí surgiu o que se chama de marketing reverso.

Neste artigo veremos:

  • O que é marketing reverso?
  • Antipropaganda é a mesma coisa?
  • Benefícios do marketing reverso
  • Dicas importantes
  • Cases de sucesso
  • Vamos trabalhar sua empresa?

O que é marketing reverso?

Quando se pensa em marketing, provavelmente, o que vem à mente é o tradicional. Ou seja, campanhas publicitárias para atrair o público a determinado produto ou serviço. Uma mecânica passiva de consumo.

Acontece que o cenário se modificou, ainda mais após a era digital e o boom de redes sociais, aplicativos e mecanismos de busca. As pessoas passaram a procurar pelos produtos/serviços por iniciativa própria – seja para resolver um problema, para adquirir novidades, em busca de conhecimento… As razões são inúmeras.

Essa inversão de sentido no mercado é chamada de marketing reverso. O consumidor se tornou dono de suas vontades, com plena autonomia para pesquisar e decidir o que bem entender.

Com isso, as empresas tiveram que alterar a maneira como se colocam no mercado. Estão investindo em apresentar benefícios com conteúdos que resolvam as dores mais variadas sem ser invasivas.

Antipropaganda é a mesma coisa?

Não! Marketing reverso é uma estratégia que visa à venda, só que por meio de uma abordagem diferente, mais discreta. Já a antipropaganda é aquela que destaca o lado negativo de algo usando um tom de agressividade. O exemplo clássico desta são as campanhas antitabagistas. Tratam-se, portanto, de conceitos opostos.

Benefícios do marketing reverso

Essa é uma estratégia menos invasiva, já que se manifesta espontaneamente na rotina do consumidor. Em outras palavras, não exigem sua atenção. As ações ocorrem conforme o interesse das pessoas dentro de algo que já estejam fazendo – uma busca na internet, por exemplo.

Por conta dessa característica, o marketing reverso rende pontos positivos às companhias no quesito reputação. Isso favorece o ranqueamento e a imagem das marcas no relacionamento com clientes. É, então, um ótimo recurso para ampliar engajamento, autoridade e conversão.

Dicas importantes

Se estamos falando de uma ferramenta poderosa, por que não aplicá-la em seu negócio? Veja abaixo dicas de como direcionar as ações publicitárias de seu negócio dentro dessa estratégia.

Retrato atual da empresa/produto

Antes de iniciar qualquer ação, você deve entender em que pé está seu negócio ou aquilo que pretende trabalhar. Faça uma análise minuciosa de modo a identificar melhorias necessárias e pontos que estão indo bem. Com esse retrato, poderá definir metas para um plano de marketing eficiente.

Conheça sua persona

Depois de entender o status de sua empresa ou produto/serviço, chega o momento de conhecer sua persona. Afinal, será pensando em resolver suas dores que a campanha ganhará forma.

Capriche em conteúdo relevante

Planeje e desenvolva conteúdos adequados às dores de seus clientes (personas). Como a estratégia aqui tratada usa da sutileza, evite parecer agressivo, invasivo ou desagradável.

Mostre autoridade por meio de materiais nutricionais, ou seja, com os quais as pessoas aprendam algo, se aprofundem e/ou tirem dúvidas. Deixe claro que tem total capacidade para resolver as dores. Uma alternativa eficiente são os infoprodutos, tais quais:

Cases de sucesso

O marketing reverso costuma trazer resultados excelentes – às vezes, tão incríveis que se tornam referências. Este é o case das três marcas que veremos a seguir:

Walmart

A rede de mercados certamente conquistou mais alguns milhares de corações com a campanha ‘Ode à Maternidade’, realizada em 2018, no Canadá. Em vez de ofertas, retratou os desafios na rotina das mães. O tom bem-humorado e a narrativa garantiram um gol de placa do que se refere a sucesso.

Dove

A campanha ‘Retratos da Real Beleza’, de 2013, buscou valorizar a autoestima das mulheres. O mote é que a maioria não enxerga a beleza que tem. “Você é mais bonita do que pensa”, dizia a mensagem final. Com delicadeza e tom motivacional, a marca se colocou com uma sutileza brilhante.

Nike

Em 2013, a famosa marca norte-americana foi certeira em sua campanha dedicada ao Brasil: em vez de vender seus produtos, mostrou brasileiros jogando futebol em situações variadas, com a mensagem: “Ouse ser brasileiro”. Essa sabe como ganhar pontos.

Vamos trabalhar sua empresa?

Está mais que na hora de fazer seu negócio crescer. O time da Monolito tem as ferramentas e a expertise para desenvolver uma grande estratégia de marketing reverso para suas necessidades. Entre em contato por meio de nossos canais.

Comentários

Comentários

Rastreou de seu site.

Deixe um comentário

Você deve ser logado para publicar um comentário.