Quatro dicas de linguagem corporal para suas apresentações

Falar com segurança e ter uma boa oratória bastam para se comunicar bem em uma apresentação? A resposta é não! Acredite, a linguagem corporal transmite muito mais informações sobre nós do que a comunicação verbal. A série Lie to Me (Engana-me se Puder) fez enorme sucesso tendo como protagonista o pesquisador Cal Lightman, que desvendava fraudes e mentiras estudando apenas as expressões faciais dos suspeitos. O personagem é inspirado em Paul Ekman, um psicólogo norte-americano que estudou povos de diversas partes do mundo e revelou como descobrir se a pessoa fala a verdade por meio de suas expressões faciais.

A explicação para a linguagem corporal ser tão importante na comunicação tem origem nos homens primitivos. Há milhares de anos, quando os primatas não se expressavam oralmente, a comunicação era feita por gestos e mímicas. Essas características se mantêm até hoje e por isso quando uma pessoa fala, todo seu corpo transmite uma comunicação. Para fazer uma apresentação memorável e aproveitar ao máximo a atenção da plateia, confira algumas dicas para que seu corpo tenha sintonia com a comunicação verbal:

Postura

Peso concentrado em apenas uma das pernas pode passar uma impressão de desleixo. Ombros caídos e curvados podem representar insegurança. Corpo muito rígido compromete a espontaneidade. Quando se posicionar em um palco, procure distribuir o peso igualmente nas duas pernas, as mantenha paralelas, flexione levemente os joelhos e mantenha simetria com os ombros. Uma postura ideal para passar confiança e que está à vontade no ambiente.

Andar

Andar pelo palco é bom para manter a atenção da plateia, desde que não seja a esmo, em excesso ou para disfarçar o nervosismo. Ao caminhar, procure estabelecer contato visual com as pessoas da plateia, deixando claro que está se movimentando para se aproximar delas.  

Gesticulação

Gesticular pode tornar a apresentação mais dinâmica e complementar as informações que estão sendo passadas durante a fala. Por exemplo, quando for fazer uma lista de cinco itens e for enumerando com os dedos é uma ação que reforça a comunicação. Mas há alguns gestos e cacoetes que prejudicam a apresentação e dispersam a plateia. Tirar e colocar a aliança repetidas vezes, mexer nos cabelos, coçar o nariz são gestos desconexos do que está sendo falado e podem tirar o foco dos espectadores sobre a mensagem do palestrante. Colocar a mão sobre a barriga também é um gesto muito comum e tem raízes na vida primitiva. Como na região abdominal estão muitos órgãos vitais, colocar a mão na barriga é um ato instintivo para autopreservação, o que pode transmitir insegurança.

Expressão facial

As expressões do rosto devem estar em sintonia com o que está sendo falado. Não combina falar sobre uma tragédia com um sorriso no rosto e nem sobre uma grande conquista com ar melancólico e triste. As expressões faciais têm o poder de emocionar, provocar alegria ou tristeza e vão contribuir para impressionar a plateia, de forma positiva ou negativa.

Portanto, para falar em público ou com sua equipe no trabalho fique atento(a) à sua linguagem corporal para tornar sua forma de se comunicar mais eficaz.

Comentários

Comentários

Rastreou de seu site.

Deixe um comentário

Você deve ser logado para publicar um comentário.
WhatsApp